Busca rápida
por título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Filosofia, estética e ciência  
1   2   3   4   5   6   7  

A partilha do sensível
Estética e política

Jacques Rancière

Tradução de
Mônica Costa Netto
 
De forma breve e sucinta, Rancière explicita conceitos-chave de seu pensamento, como o vínculo indissolúvel entre arte e política, que se baseia no modo como as operações do fazer são partilhadas pelos membros de uma comunidade. Uma excelente introdução à obra de um dos maiores filósofos da atualidade.aolp
R$ 39,00
 
As margens da ficção

Jacques Rancière

Tradução de Fernando Scheibe
 
Se, na idade moderna, a sociologia, a ciência política e outras formas de conhecimento tomaram para si a razão ficcional aristotélica, produzindo narrativas com começo, meio e fim, invertendo ao final as expectativas, a ficção moderna trilhou o caminho contrário e instaurou no centro da literatura aquilo que sempre esteve nas suas beiradas — os acontecimentos triviais, os seres humanos comuns e o momento qualquer que pode condensar uma vida inteira. Nos doze ensaios de As margens da ficção, Jacques Rancière, um dos principais nomes da filosofia francesa contemporânea, acompanha esse processo revolucionário inicialmente nas obras de Stendhal, Balzac, Flaubert, Proust e Rilke, passa pelas técnicas narrativas em O capital de Karl Marx, até chegar nos romances de Conrad, Sebald, Faulkner e Virginia Woolf, fechando com uma inspirada análise das Primeiras estórias de Guimarães Rosa.
R$ 51,00

 
O inconsciente estético

Jacques Rancière

Tradução de
Mônica Costa Netto
 
Este livro, assim como A partilha do sensível, é uma excelente introdução ao pensamento de um dos mais importantes filósofos da atualidade, o francês Jacques Rancière. Aqui, o autor não se propõe a entender como os conceitos freudianos se aplicam à interpretação de obras literárias e artísticas. Ao contrário, ele procura demonstrar como as formulações de Freud estão em estreita relação com os movimentos da arte ocorridos sobretudo a partir do romantismo, explorando as tensões entre a lógica do inconsciente freudiano e uma outra lógica, a do inconsciente estético.aolp
R$ 39,00

     
Políticas da escrita

Jacques Rancière

 
"Antes de ser o exercício de uma competência, o ato de escrever é uma maneira de ocupar o sensível e de dar sentido a essa ocupação." Partindo dessa afirmação, o filósofo Jacques Rancière investiga em nove ensaios o que está em jogo na escrita de poetas, romancistas, filósofos e historiadores. Com lucidez incomum, Políticas da escrita renova nossa percepção de autores fundamentais como Rimbaud, Wordsworth, Byron, Mandelstam, Cervantes, Balzac, mas também de historiadores como Jules Michelet, Fernand Braudel e outros.
indisponível
R$ 65,00
 
O local da diferença

Márcio Seligmann-Silva

 
Reunião de textos escritos ao longo de dez anos, o professor, tradutor e ensaísta Márcio Seligmann-Silva apresenta aqui 26 ensaios que abordam questões cruciais da crítica contemporânea da cultura, nas áreas de Estética, História, Filosofia, Literatura, História da Arte e História das Ideias, entre outras. No conjunto, uma reflexão lúcida e abrangente que opera na intersecção entre ética e estética, poesia e política.
R$ 69,00

 
As artes de governar
Do regimen medieval ao conceito de governo

Michel Senellart

Tradução de Paulo Neves
 
Inspirado pelo método de Foucault, Michel Senellart, professor de Filosofia Política da École Normale Supérieure de Lyon, traça a história do conceito de governo no Ocidente, desde suas origens no século VI até o Estado moderno. O autor examina tanto os discursos do poder acerca de sua própria natureza, quanto as concepções de sociedade e de mundo que eles transmitem.
indisponível
R$ 68,00

     
Controvérsias sobre a ciência
Por uma sociologia transversalista da atividade científica

Terry Shinn
Pascal Ragouet

 
Panorama das intensas controvérsias sociológicas acerca da definição da ciência, sua organização, seu funcionamento e seus vínculos com a sociedade global. O pano de fundo do debate é constituído por duas correntes sociológicas que se enfrentam no curso do século XX.
R$ 54,00
 
Vivendo a arte
O pensamento pragmatista e a estética popular

Richard Shusterman

Tradução de Gisela Domschke
 
Neste livro, já publicado em vários países, o filósofo Richard Shusterman analisa a cultura de massa à luz dos princípios estéticos do pragmatismo elaborados nos anos 1930 pelo americano John Dewey.
indisponível
R$ 61,00

 
Cultura filosófica

Georg Simmel

Tradução de Lenin Bicudo Bárbara
Apresentação de Leopoldo Waizbort
 
Cultura filosófica é a única reunião de ensaios de Georg Simmel (1858-1918) organizada pelo próprio autor. Lançada em 1911 e revista em 1918, a coletânea é uma excelente porta de entrada para a obra deste pensador, um dos pais da sociologia alemã e um filósofo da cultura que influenciou nomes como Walter Benjamin, Robert Musil e Georg Lukács, entre muitos outros. Nestes quatorze estudos, que abordam assuntos diversos como a psicologia, a religião, a arte, o masculino e o feminino, Simmel deixou a sua marca inconfundível: a fina arte de interrogar e expor o objeto de sua indagação sob diferentes ângulos, como um legítimo “aventureiro do espírito”.
R$ 68,00

     
A individuação à luz das noções de forma e de informação

Gilbert Simondon

 
Primeiro livro do filósofo francês Gilbert Simondon (1924-1989) publicado no Brasil, este é um estudo de alcance incomum, no qual o autor desloca a atenção do indivíduo para a operação da individuação e, mobilizando conceitos de física, química, biologia, história das ciências, sociologia, psicologia e outros campos, propõe uma reviravolta em noções filosóficas fundamentais como ser, forma, matéria, substância, sistema, energia. Baseado na edição francesa de 2013, este volume reproduz na íntegra a tese de doutoramento defendida na Sorbonne em 1958, acrescida de quatro textos complementares. Traduzida com rigor por Luís Aragon e Guilherme Ivo, sob supervisão dos herdeiros do autor, esta obra faz jus à potência do pensamento de Simondon, cujo legado só hoje começa a ser apreendido e explorado em suas múltiplas dimensões.
R$ 92,00
 
A invenção das ciências modernas

Isabelle Stengers

Ilustrações de Max Altman
 
Isabelle Stengers investiga e busca superar a oposição entre as ciências exatas e as demais, ao propor que a tensão entre objetividade e crença talvez seja justamente o elemento constitutivo do saber científico. Avaliando as contribuições de Kuhn, Leibniz e Popper, e de Deleuze, Guattari e Galileu, Stengers põe em cena os novos problemas epistemológicos, decorrentes da política global e das redes de poder, que definem as ciências modernas.
indisponível
R$ 54,00

 
A forma e o sentimento do mundo
Jogo, humor e arte de viver na filosofia do século XVIII

Márcio Suzuki

 
Com uma prosa ensaística fluente e rigorosa erudição, Márcio Suzuki, professor da Universidade de São Paulo, analisa neste livro como a filosofia do século XVIII tratou daquilo que os antigos chamaram de "arte de viver": as formas como nos relacionamos com as atividades não produtivas, lúdicas, sem utilidade imediata. Nesse mergulho nas ideias prefiguradas por Montaigne e Pascal e desenvolvidas por pensadores britânicos como Francis Hutcheson e Adam Smith - que trataram do valor do trabalho, mas também do valor do tempo livre, unindo cálculo e sentimento - Suzuki busca iluminar os caminhos que levarão ao pensamento moderno de David Hume e Kant. Como afirma Marilena Chaui, trata-se aqui "de uma outra maneira de escrever história da filosofia".
R$ 84,00

     
1   2   3   4   5   6   7  

© Editora 34 Ltda. 2021   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779