Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Arte e arquitetura | Ciências sociais | Coleções | Filosofia, estética e ciência | História
 

 R$ 125,00
         




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

Coleção pequenas conferências

 

Étienne Klein
Patrick Boucheron
Philippe Descola
Georges Didi-Huberman

Tradução de Cecília Ciscato
Projeto gráfico de Raul Loureiro

400 p. - 12 x 18 cm
ISBN 978-65-5525-023-7
2019 - 1ª edição
Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Esta coleção traz pequenos ensaios, sob a forma de palestras ao público jovem, realizados por alguns dos principais pensadores franceses contemporâneos. Especialistas em suas áreas, filósofos, historiadores e antropólogos discorrem sobre as emoções (Georges Didi-Huberman), sobre a distinção entre natureza e cultura (Philippe Descola), sobre as revoltas na Idade Média (Patrick Boucheron) e sobre o tempo (Étienne Klein), sempre estimulando o questionamento diante das noções preestabelecidas.


Sobre os autores
Nascido em Paris, em 1958, Étienne Klein é físico e filósofo. Depois de estudar engenharia, física e filosofia, trabalhou em projetos junto à Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN) e lecionou física quântica e filosofia das ciências em liceus e universidades francesas. Ao mesmo tempo, dedicou-se a uma intensa carreira em divulgação científica, com mais de vinte títulos publicados - muitos deles sobre a questão do tempo. Atualmente, Klein dirige o Laboratório de Pesquisas sobre as Ciências da Matéria, nos arredores de Paris.

Patrick Boucheron, nascido em Paris, em 1965, é um historiador especializado na Idade Média, em particular na península italiana. Depois de concluir os estudos na Escola Normal Superior de Saint-Cloud e o doutorado na Sorbonne, ensinou em diversas instituições antes de ser eleito em 2015 para uma cátedra no Collège de France. Entre seus livros, destacam-se Léonard et Machiavel (2008) e Conjurer la peur: Sienne, 1338 (2013). Intelectual presente na cena pública, Boucheron coordenou dois projetos editoriais em que tentou levar a prática de sua disciplina além do campo das histórias nacionais: Histoire du monde au XVe siècle (2009) e Histoire mondiale de la France (2017).

Philippe Descola, nascido em Paris, em 1949, é um dos principais antropólogos franceses de sua geração. Formado em filosofia pela École Normale Supérieure de Saint-Cloud, fez seu doutorado em antropologia na École Pratique des Hautes Études, sob a orientação de Claude Lévi-Strauss, com uma tese baseada em seu trabalho de campo entre os achuar da Amazônia equatoriana, entre 1976 e 1979. Ensinou a partir de 1987 na École des Hautes Études en Sciences Sociales e, em 2000 foi nomeado para uma cátedra de antropologia no Collège de France. Suas pesquisas investigam os modos de socialização da natureza, a formação das noções de "natureza" e "cultura" e as diferentes ontologias que daí derivam. É autor de obras como La nature domestique (1986), Les lances du crépuscule (1993), Par-delà nature et culture (2005) e La composition des mondes (2014).

Georges Didi-Huberman nasceu em Saint-Étienne, na França, em 1953. É filósofo e historiador da arte. Desde 1990 é professor e pesquisador da École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris. No Brasil, a Editora 34 publicou os seguintes livros do autor: O que vemos, o que nos olha (1998), Diante da imagem (2013), Cascas (2017) e Imagens apesar de tudo (2020).




Sobre a tradutora
Cecília Ciscato nasceu em São Paulo, em 1977. Graduada em Letras pela Universidade de São Paulo (2011), é também mestre em língua francesa pela Université Paris Descartes (2015). Traduziu o Discurso do prêmio Nobel de literatura 2014, de Patrick Modiano (Rio de Janeiro: Rocco, 2015), e verteu, para a coleção Fábula, Que emoção! Que emoção?, de Georges Didi-Huberman (2016), Outras naturezas, outras culturas, de Philippe Descola (2016) e O homem que plantava árvores, de Jean Giono (2018, em colaboração com Samuel Titan Jr.).


Veja também
Como se revoltar?
O tempo que passa (?)
Que emoção! Que emoção?

 


© Editora 34 Ltda. 2022   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779