Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Biografias e memórias
 

 R$ 78,00
         




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

A interessante narrativa da vida de Olaudah Equiano

 

Olaudah Equiano

Posfácio de Vincent Carretta

Roteiro de leitura e notas adicionais de Carlos da Silva Jr.


352 p. - 14 x 21 cm
ISBN 978-65-5525-105-0
2022 - 1ª edição

Nascido em 1745 na região do antigo reino do Benim, na atual Nigéria, Olaudah Equiano foi raptado aos onze anos de idade por um grupo étnico rival. Após algum tempo servindo a senhores locais, ainda no continente africano, o menino cumpriu aquele que seria o destino de milhões de seus conterrâneos: foi levado para a costa e embarcado, como mercadoria, num navio de tráfico negreiro que partia para as Américas.
Assim principia a autobiografia absolutamente espantosa deste africano, cuja vida, sob o regime da escravatura, o levaria, entre outros lugares, ao Caribe, aos Estados Unidos e à Inglaterra, configurando-se, como observa Carlos da Silva Jr. (autor do roteiro de leitura e das notas adicionais desta edição), como um verdadeiro “sujeito afro-atlântico”. Relato verídico de desastres e sofrimentos inimagináveis, A interessante narrativa traz não só a primeira descrição, com testemunho direto, da travessia atlântica a bordo de um tumbeiro, como também registra os horrores das plantations nas Américas, a perversidade dos negociantes de negros escravizados, a vida difícil nos navios que então singravam o globo, o estatuto incerto — constantemente ameaçado — dos africanos libertos, bem como os próprios desafios e contradições de um nativo da África que adotou modos de vida europeus.
Publicada em 1789, A interessante narrativa da vida de Olaudah Equiano teve influência enorme em seu tempo, contribuindo para a abolição do tráfico negreiro para as colônias britânicas, e é considerada um dos mais importantes documentos da história da escravidão. A presente edição segue o texto estabelecido por Vincent Carretta, professor emérito da Universidade de Maryland e autor do posfácio a este volume.


Sobre o autor
De origem igbo, Olaudah Equiano nasceu em 1745, na região do antigo reino do Benim, no interior da atual Nigéria. Aos onze anos foi raptado por um grupo étnico rival e após servir por algum tempo a senhores locais, foi levado para a costa, vendido como escravo e embarcado num navio negreiro que partia para a colônia britânica de Barbados, nas Índias Ocidentais. De Barbados seguiu para a colônia inglesa da Virgínia, onde foi comprado por um tenente da Marinha Real Britânica e levado para a Inglaterra, onde aprende o ofício de marinheiro e toma parte em expedições de guerra ao lado de seu senhor. Após ser entregue ao capitão de um navio que rumava para as Índias Ocidentais, em maio de 1765 é novamente vendido, desta vez para um próspero comerciante de Montserrat, o quacre Robert King, que tinha negócios também na Filadélfia. Mas em 1766 consegue finalmente reunir dinheiro o bastante para comprar a própria liberdade. Por algum tempo trabalha para seu antigo senhor, fazendo viagens entre o Caribe e as colônias inglesas na América do Norte, até estabelecer-se em Londres. Em 1773 toma parte numa expedição de exploração ao Ártico e, em 1775, no projeto de montar uma fazenda na América Central, demitindo-se no ano seguinte, indignado com a imoralidade dos colegas de trabalho. Convertido à religião metodista nesse meio-tempo, Equiano retornou a Londres em 1777 e envolveu-se progressivamente em esforços para ajudar outros negros, tornando-se uma voz importante nos meios abolicionistas ingleses. A primeira edição de A interessante narrativa vem à luz em 1789, alcançando grande repercussão. A essa altura, Equiano já é considerado um gentleman e casa-se, em 1792, com a inglesa Susanna Cullen, com quem tem duas filhas, Ann Mary e Joanna. Vem a falecer em Londres, em 1797.


Sobre o tradutor
João Lopes Guimarães Júnior nasceu em 1962, em São Paulo, cidade onde cresceu e estudou. Formou-se bacharel em Direito pela Universidade de São Paulo em 1984 e ingressou no Ministério Público do Estado de São Paulo em 1986, atuando, sobretudo, na área de Direitos Difusos e Coletivos (Urbanismo e Defesa do Consumidor). Atualmente exerce a advocacia e dedica-se ao estudo e à tradução de textos relacionados à memória da escravidão nas Américas.


Veja também
Modernidades negras
a formação racial brasileira (1930-1970)
A noite dos cristais
País sem chapéu

 


© Editora 34 Ltda. 2022   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779