Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Filosofia, estética e ciência
 

 R$ 94,00
         




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

A sociedade do artista:
ativismo, morte e memória da arte

 

Stéphane Huchet


424 p. - 14 x 21 cm
ISBN 978-65-5525-160-9
2023 - 1ª edição

Observador privilegiado da cena artística contemporânea, Stéphane Huchet, formado pela EHESS em Paris e professor titular de História da Arquitetura e Teoria da Arte na UFMG, apura e explicita em A sociedade do artista os principais impasses e desafios que envolvem a produção, a recepção e a própria conceituação da arte no mundo hoje.

Tomando como referência as reflexões de Joseph Beuys, Enzo Cucchi e Jannis Kounellis em seu encontro na Basileia em 1985, Huchet investiga em onze capítulos — e uma inspirada coda — as relações entre arte, ativismo artístico, regimes estéticos, utopia social e a emergência dos artistas-do-comum, reservando uma atenção especial às interrogações acerca do fim da arte e do fazer do artista, autoridade simbólica cujo ofício dialoga constantemente com a moral e que resiste a todas as tentativas de denegação.

Com análises precisas de um grande número de obras e autores — de Baudelaire a Mário Pedrosa, de Hélio Oiticica a Peter Greenaway, de Allan Kaprow a Jacques Rancière, do abade Du Bos a Jeff Wall, para citar apenas alguns —, o diálogo atento de Stéphane Huchet com as permanências e as metamorfoses da teoria da arte lhe permite mostrar como certas preocupações atuais encontram em enunciados antigos seus mais insuspeitos fundamentos, atacando de frente a ilusão do novo ou o apagamento histórico hoje em voga.


Sobre o autor

Historiador e teórico da arte, Stéphane Huchet nasceu na cidade de Rennes, França, em 1960. Doutorou-se na École des Hautes Études en Sciences Sociales, em Paris, em 1990, sob orientação de Yves Hersant. Iniciou sua carreira docente no Brasil como professor visitante na Escola de Comunicações e Artes da USP e no Instituto de Artes da Unicamp em 1996-97. No ano seguinte transferiu-se para Belo Horizonte, ingressando no quadro da Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais, onde hoje é professor titular. É autor de Le tableau du monde: une théorie de l’art des années 1920 (L’Harmattan, 2000), Castaño: situação da pintura (C/Arte, 2006), Fragmentos de uma teoria da arte (organizador, Edusp, 2012), Intenções espaciais: a plástica exponencial da arte, 1900-2000 (C/Arte, 2012) e Experimentum mundi: arte e sortilégios modernos da semelhança (Editora da UFRGS, 2022).



Veja também
O que vemos, o que nos olha
Aisthesis: cenas do regime estético da arte
Arte e meio artístico: entre a feijoada e o x-burguer
Artigos e ensaios (1961-1981)

 


© Editora 34 Ltda. 2023   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779