Busca rápida
por título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Notícias  
26/05/2020

Em 2020, os dois laureados pelo Prêmio Anna Seghers são o escritor argentino Hernán Ronsino e a escritora servo-croata Ivna Žic. A cerimônia de premiação será realizada no dia 20 de novembro deste ano, na Academia das Artes de Berlim.

A cada ano, o Prêmio Anna Seghers reconhece a obra de dois autores da nova geração, um de língua alemã e o outro da América Latina, que por meio de sua arte contribuam para o desenvolvimento de uma sociedade mais humana e mais justa.

Concedido desde 1986, primeiro pela Academia das Artes de Berlim (até 1994), e depois pela Fundação Anna Seghers, o prêmio cumpre o propósito da escritora alemã de origem judaica Anna Seghers (1900-1983), que em seu testamento determinou que os direitos autorais de sua obra fossem destinados a encorajar o trabalho literário de jovens autores promissores. Em sua obra, Anna Seghers retrata a ascensão do nazismo na Alemanha — que a levou a emigrar para o México, onde viveu de 1941 a 1947 — e experiência moral da Segunda Guerra Mundial.

De Hernán Ronsino, a Editora 34 publicou Glaxo.

Glaxo
Hernán Ronsino
Tradução de Livia Deorsola
Projeto gráfico de Raul Loureiro
Coleção Fábula
80 p. - 15 x 22,5 cm
ISBN 978-85-7326-677-1
R$ 43,00
2017 - 1ª edição

Saindo de uma sessão do cinema local, um grupo de rapazes reencena por brincadeira o momento decisivo do faroeste a que acabam de assistir: olho no olho, preparam-se para um duelo. Um fará as vezes de Anthony Quinn, o outro será Kirk Douglas. Poucos instantes depois, um deles rolará pelo chão, atingido por uma bala imaginária, para o riso de todos. Não sabem, mas estão ensaiando seu próprio destino, vivido entre o acanhamento de uma cidadezinha fabril e a vastidão do pampa argentino.

Alternando entre as vozes de quatro personagens, Glaxo é um verdadeiro quebra-cabeça, que cabe ao leitor remontar. Nas poucas páginas desta novela vertiginosa, Hernán Ronsino traça com maestria os contornos trágicos de uma história em que se cruzam desejo e vingança, amizade e covardia, a violência política e o desmonte de um país.


Sobre o autor
Hernán Ronsino nasceu em 1975 em Chivilcoy e desde 1994 vive na capital argentina, onde leciona sociologia na Universidade de Buenos Aires. Estreou na literatura com os contos de Te vomitaré de mi boca (2003), seguidos pelos romances La descomposición (2007), Glaxo (2009) e Lumbre (2013), traduzidos para diversos idiomas. Em 2017, publicou Notas de campo, livro de ensaios críticos. Glaxo é seu primeiro título publicado no Brasil.

Sobre a tradutora
Livia Deorsola nasceu em Ribeirão Preto, em 1979. Formou-se em jornalismo na Unesp e em letras hispânicas na USP. Como editora, trabalhou na Companhia das Letras e na Cosac Naify. Além de diversos títulos infanto-juvenis, traduziu também os contos de Grinalda com amores, de Adolfo Bioy Casares (Globo, no prelo), e a novela De duas, uma, de Daniel Sada (Todavia, 2017).

<< voltar

© Editora 34 Ltda. 2020   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779