Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Literatura brasileira
 

 R$ 39,00
         

        frete grátis  (saiba mais)

       




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

O último trem da Cantareira

 

Antonio Arnoni Prado


128 p. - 14 x 21 cm
ISBN 978-85-7326-750-1
2019 - 1ª edição
Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Minutos antes de subir ao palco para receber uma homenagem, um professor universitário é inesperadamente visitado por seus companheiros de infância - um bando de meninos que, longe dos livros, viviam soltos pelas quebradas do Tremembé, na zona norte de São Paulo, entregues a brigas e aventuras de todo tipo.
Assim principia O último trem da Cantareira, do crítico, ensaísta e professor Antonio Arnoni Prado, autor de obras premiadas como Itinerário de uma falsa vanguarda (2010) e Dois letrados e o Brasil nação (2015). Em suas páginas, as ruas da Cantareira, o capinzal da Invernada, a curva da Junção, da Parada Santa e de tantas outras paradas ao longo da linha do trem, ganham uma vida extraordinária, que lembra em parte Os meninos da rua Paulo, de Ferenc Molnár, mas também o filme Morangos silvestres, de Ingmar Bergman.
O resultado é um livro de alcance surpreendente em que a memória, lastreada na experiência subjetiva, tem ressonância coletiva - pequeno milagre que só a grande literatura costuma realizar.


Sobre o autor
Antonio Arnoni Prado nasceu em São Paulo, em 1943. É mestre (1975) e doutor (1980) pela FFLCH-USP, com pós-doutorado na Fondazione Feltrinelli, de Milão (1986). Desde 1979 leciona no Departamento de Teoria Literária da Unicamp, onde é professor titular. Entre seus trabalhos incluem-se a edição da crítica literária dispersa de Sérgio Buarque de Holanda em O espírito e a letra (Companhia das Letras, 1996, 2 vols.) e a publicação de uma coletânea de ensaios críticos reunidos em Trincheira, palco e letras (Cosac Naify, 2004). Pela Editora 34 publicou Itinerário de uma falsa vanguarda: os dissidentes, a Semana de 22 e o Integralismo (2010, Prêmio Mário de Andrade da Fundação Biblioteca Nacional), Lima Barreto: uma autobiografia literária (2012) e Dois letrados e o Brasil nação (2015, vencedor do Prêmio Rio de Literatura na categoria ensaio).




Veja também
Dois letrados e o Brasil nação
A obra crítica de Oliveira Lima e Sérgio Buarque de Holanda
Lima Barreto: uma autobiografia literária
Organização de Antonio Arnoni Prado
Itinerário de uma falsa vanguarda
Os dissidentes, a Semana de 22 e o Integralismo

 


© Editora 34 Ltda. 2019   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779