Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Infanto-juvenil
 


 R$ 31,00
         

        frete grátis  (saiba mais)

       




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

O cão fantasma

 

Ivan Turguêniev

Tradução de Tatiana Belinky
Ilustrações de Ulysses Bôscolo

56 p. - 13.5 x 18 cm
ISBN 978-85-7326-372-5
2007

Reunidos uma certa noite na casa do sr. Kinolêntov, em São Petersburgo, alguns amigos discutem a existência do sobrenatural, até que um deles, provinciano recém-chegado à cidade grande, pede a palavra e relata uma experiência assustadora envolvendo um cão fantasma e vivida por ele anos atrás.
     História fascinante, em que o real e a fantasia se confundem, O cão fantasma é uma excelente porta de entrada para a literatura de Ivan Turguêniev (1818-1883), um dos maiores escritores russos de todos os tempos.


Sobre o autor
Ivan Turguêniev nasceu em 1818, em Oriol, na Rússia. De família aristocrática, viveu até os nove anos na propriedade dos pais, Spásskoie, e em seguida estudou em Moscou e São Petersburgo. Em 1838, mudou-se para Berlim, onde frequentou cursos de filosofia, letras clássicas e história. Em 1843, conheceu o grande crítico literário Bielínski. Influenciado por suas ideias, Turguêniev começou então a publicar contos inspirados pela estética da Escola Natural, depois reunidos em Memórias de um caçador (1852), coletânea que obteve enorme sucesso na Rússia e na Europa. Na época, conheceu a cantora de ópera Pauline Viardot, casada com o diretor de teatro Louis Viardot; mais tarde, mudou-se para a casa dos Viardot em Paris. Durante sua permanência na França, tornou-se amigo de escritores como Flaubert e Zola. Nos anos 1850 escreveu diversas obras em prosa, entre elas Ássia (1858) e Ninho de fidalgos (1859). Lançou seu primeiro romance, Rúdin, em 1856. Em 1860 escreveu a novela Primeiro amor e, dois anos depois, publicou Pais e filhos (1862), romance considerado hoje um dos clássicos da literatura mundial. Abalado pela polêmica que a obra suscitou na Rússia - acusada de incitar o niilismo -, o autor se estabeleceu definitivamente na França. Consagrado como um dos maiores escritores russos, ao lado de Dostoiévski e Tolstói, e autor de vasta obra que inclui teatro, poesia, contos e romances, Ivan Turguêniev faleceu na cidade de Bougival, próxima a Paris, em 1883.


Sobre o tradutor
Tatiana Belinky, uma das personalidades literárias mais conhecidas do Brasil, nasceu em 1919, na Rússia, e chegou ao nosso país com dez anos de idade. Além de traduzir clássicos como Tolstói e Tchekhov, criou e adaptou para a televisão inúmeras obras da literatura, dentre as quais se destaca a série O Sítio do Pica-Pau Amarelo. É autora de mais de cem livros, entre eles uma encantadora autobiografia, Transplante de menina (1989). Recebeu, entre outros, o Prêmio Monteiro Lobato de Tradução da FNLIJ e o prêmio especial Amigo do Livro, da CBL, pelo conjunto de sua obra. Pela Editora 34, publicou os livros Mandaliques (2001), Limeriques do bípede apaixonado (2004), O segredo é não ter medo (2008) e Limeriques das causas e efeitos (2008). Faleceu em São Paulo, em 2013, aos 94 anos de idade.





Veja também
A foca branca
Rikki-tikki-tavi
Histórias de Bulka

 


© Editora 34 Ltda. 2017   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779