Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Comunicações e cultura contemporânea | Crítica, teoria literária e linguística | Educação
 


 R$ 38,00
         

        frete grátis  (saiba mais)

       




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

Questões de estilística no ensino da língua

 

Mikhail Bakhtin

Apresentação de Beth Brait

Organização e notas da edição russa de Serguei Botcharov e Liudmila Gogotichvíli


120 p. - 14 x 21 cm
ISBN 978-85-7326-542-2
2013 - 1ª edição
Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Único na obra deste grande teórico da língua e da literatura, o presente ensaio é produto da experiência de Bakhtin como professor em duas escolas no interior da Rússia entre 1937 e 1945. Como exemplo de sua prática na sala de aula, o autor aborda no texto o uso de uma estrutura gramatical em particular - o período composto por subordinação sem conjunção -, e desenvolve um método de ensino voltado ao "processo de nascimento da individualidade linguística" dos alunos. Inédito no Brasil e extremamente atual, Questões de estilística no ensino da língua ilumina muitos aspectos das teorias de Bakhtin, e é apresentado aqui em tradução direta do russo realizada por Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. O volume conta ainda com uma apresentação de Beth Brait, um ensaio das tradutoras, que compara a obra do autor com a do linguista Viktor Vinográdov, e os preciosos comentários dos organizadores da edição russa.


Sobre o autor
Mikhail Bakhtin nasceu em 1895 em Oriol, na Rússia. Estudou em Odessa e Petrogrado, foi professor de história, sociologia e língua russa na cidade de Nével, na década de 1910, e liderou um grupo de intelectuais que ficaria conhecido como o Círculo de Bakhtin. Em 1928 foi preso pelo regime de Stálin, mas ainda conseguiu publicar um de seus trabalhos mais importantes, Problemas da obra de Dostoievski (1929). Condenado a um campo de trabalhos forçados, teve a pena comutada para o degredo no Cazaquistão, onde viveu até 1936. Bakhtin continuou proibido de viver em grandes cidades e se estabeleceu em Saransk, isolado do circuito acadêmico e literário da União Soviética, trabalhando como professor em escolas públicas. O autor foi resgatado somente na década de 1960 por três estudantes de Moscou - Kójinov, Botcharov e Gátchev -, que o ajudaram a se reintegrar ao cenário intelectual do país e a editar suas obras: o ensaio sobre Dostoiévski foi revisto e publicado com o título Problemas da poética de Dostoievski (1963), e foram editadas sua tese de doutorado A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais (1965) e a coletânea de ensaios Questões de literatura e estética (1975). Faleceu em Moscou, em 1975.


Veja também
Bobók
Poema pedagógico
O percevejo
Comédia fantástica em nove cenas

 


© Editora 34 Ltda. 2017   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779