Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Literatura brasileira
 


 R$ 38,00
         

        frete grátis  (saiba mais)

       




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

Ela me dá capim e eu zurro

 

Fabrício Corsaletti


160 p. - 12 x 21 cm
ISBN 978-85-7326-573-6
2014 - 1ª edição
Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Nem William Shakespeare teve a coragem de publicar uma obra com título tão surpreendente quanto esta, tanto é que escondeu o verso "Ela me dá capim e eu zurro" em uma fala do personagem Drômio de Siracusa, no ato II, cena II, de sua peça A comédia dos erros, de 1594.
Pois foi de lá que este verso saltou para dar título ao primeiro livro de crônicas do poeta e escritor Fabrício Corsaletti. Com quase sessenta textos, a maioria deles publicados na revista sãopaulo, do jornal Folha de S. Paulo, entre 2010 e 2014, e mais alguns inéditos, o volume se abre para uma gama bastante variada de registros e experimentações. Tudo isso permeado por um olhar lírico-cinematográfico, salpicado por doses exatas de nonsense que, paradoxalmente, conferem espessura e profundidade à visão de mundo.
Aqui o leitor encontrará, lado a lado, o esquete cômico, a meditação trágico-existencial, a micronarrativa do cotidiano, o devaneio poético de longo alcance, a especulação desenfreada em torno de uma palavra ou de um prato de comida, e a observação aguda da vida numa grande metrópole.
Como bem observa Augusto Massi na orelha do livro, "Ela me dá capim e eu zurro retoma a linhagem que surge com Brás, Bexiga e Barra Funda (1926), de Antônio de Alcântara Machado, e alcança Malagueta, Perus e Bacanaços (1963), de João Antônio. Bebendo na fonte inesgotável dos bairros - Liberdade, Pompeia, Pinheiros -, cada um deles registra a fisionomia da cidade. O cronista está novamente nas ruas".


Sobre o autor
Fabrício Corsaletti nasceu em Santo Anastácio, interior de São Paulo, em 1978, e desde 1997 vive na capital do estado. Em 2007 publicou o volume Estudos para o seu corpo, que reúne seus quatro primeiros livros de poesia: Movediço (2001), O sobrevivente (2003) e os então inéditos História das demolições e Estudos para o seu corpo. Também é autor dos contos de King Kong e cervejas (2008), da novela Golpe de ar (2009), dos poemas de Esquimó (2010, prêmio Bravo! 2011) e de Quadras paulistanas (2013), além dos livros infantis Zoo (2005), Zoo zureta (2010) e Zoo zoado (2014). Desde 2010 é colunista da revista sãopaulo, do jornal Folha de S. Paulo.


Veja também
Golpe de ar
20 poemas para ler no bonde
Para quando formos melhores

 


© Editora 34 Ltda. 2017   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779