Busca rápida
por título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
 
1   2  

Poesia reunida (1968-2021)

Leonardo Fróes

Apresentação de Cide Piquet
 
Morando desde os anos 1970 num sítio na região de Petrópolis, no Rio, e dedicando-se ao cultivo da terra, à poesia e à tradução, Leonardo Fróes criou uma obra poética única em nossa literatura. Esta Poesia reunida abarca toda a sua produção, desde seu livro de estreia, Língua franca (1968), até o inédito A pandemônia e outros poemas (2021). De entremeio, pérolas como Sibilitz (1981), que o poeta João Cabral de Melo Neto considerou “de primeira água”, Argumentos invisíveis (1995), pelo qual recebeu o Prêmio Jabuti, ou o depurado Chinês com sono (2005). A cada livro, Fróes vem maturando sua obra e se afirmando — há tempos — como um dos nossos maiores poetas, lido e celebrado por sucessivas gerações.
R$ 84,00
 
Modernidades negras
a formação racial brasileira (1930-1970)

Antonio Sérgio Alfredo Guimarães

Prefácio de Matheus Gato e Flavia Rios
 
Autor mais citado do país nos estudos sobre relações de raça, classe e cor, e defensor de primeira hora das ações afirmativas e das cotas raciais, Antonio Sérgio Alfredo Guimarães reviu e reuniu aqui seus textos mais emblemáticos, alguns deles considerados já clássicos, sobre a constituição da intelectualidade e da consciência negras no Brasil do século XX. Estes ensaios, que incluem uma revisão do recente “A democracia racial revisitada”, foram articulados sob o conceito de “formação racial”, ou seja, o processo de ressignificação política que diferentes grupos fizeram do termo racista original, “negro”, como modo de identidade política para reorganizar a revolta, a luta pela igualdade e a construção de um novo imaginário coletivo — uma nova cultura, antirracista, descolonial e autêntica, que busca firmar um novo humanismo.
R$ 59,00

 
A sereiazinha e outras histórias

Hans Christian Andersen

Tradução de Heloisa Jahn
Ilustrações de Fidel Sclavo
Projeto gráfico de Raul Loureiro
 
A sereiazinha e outras histórias reúne cinco fábulas clássicas de Hans Christian Andersen (1805-1875), autor dinamarquês que, ao lado dos irmãos Grimm, é um dos nomes centrais da tradição do conto infantil e popular na Europa do século XIX. Incluindo “A princesa da ervilha”, “A sereiazinha”, “O companheiro de viagem”, “Os cisnes selvagens” e “O rouxinol” , este é o segundo volume das Obras escolhidas de Andersen lançado pela coleção Fábula com tradução de Heloisa Jahn (dando sequência a O patinho feio e outras histórias, de 2017), agora ilustrado com as belas silhuetas em preto e branco criadas pelo artista uruguaio Fidel Sclavo.
R$ 54,00

     
Terrapreta

Rita Carelli

 
Depois de um acontecimento traumático, Ana deixa sua rotina de estudante em São Paulo para morar com o pai, arqueólogo, numa aldeia do Alto Xingu. Terrapreta, o romance de estreia da atriz, diretora de cinema e teatro Rita Carelli, conduz o leitor, com extrema habilidade, pelo universo dos afetos, da inteligência e da sensibilidade indígena, no qual cada gesto e cada palavra estão permeados por uma visão mítica do mundo. Verdadeira jornada rumo ao autoconhecimento, trata-se, como diz Ailton Krenak, que assina a orelha, de “um romance de formação para leitores que vislumbram outras cartografias do país”.
R$ 54,00
 
By Heart e outras peças

Tiago Rodrigues

Posfácio de Leonardo Gandolfi
 
Um dos mais inquietos criadores da arte contemporânea, o premiado dramaturgo português Tiago Rodrigues combina em seus textos o teatro, a ficção, o ensaio e a poesia, com uma liberdade verdadeiramente revolucionária. By Heart e outras peças — primeiro livro do autor publicado em nosso país — reúne cinco obras, incluindo Natalie Wood, Três dedos abaixo do joelho, Antonio e Cleópatra (inédito em língua portuguesa) e Sopro, escritas entre 2009 e 2017, que exploram dimensões temporais radicalmente novas, ultrapassam de longe o senso comum e mostram como o presente pode ser construído, poética e politicamente, por muitas perspectivas diferentes.
R$ 58,00

 
Pantagruel e Gargântua
(Obras completas de Rabelais 1)

François Rabelais

Ilustrações de Gustave Doré
 
Primeiro dos três volumes das Obras completas de Rabelais organizadas e vertidas ao português pelo premiado tradutor e poeta Guilherme Gontijo Flores, este livro reúne os romances Pantagruel (1532) e Gargântua (1534), as criações mais conhecidas do genial escritor renascentista francês François Rabelais (1483?-1553), que colocaram o autor, segundo Mikhail Bakhtin, num lugar na história da literatura “ao lado de Dante, Boccaccio, Shakespeare e Cervantes”. As aventuras dos gigantes beberrões Gargântua e Pantagruel, pai e filho, e suas peripécias em Paris e outros locais reais e imaginários, são um dos pontos altos da ficção humorística ocidental. Alternando com extrema liberdade os registros popular e erudito, e se utilizando da picardia, do grotesco e do escatológico para satirizar a pompa dos poderosos, Rabelais antecipou recursos estilísticos que só apareceriam séculos depois na prosa moderna. Completam o volume cerca de 120 ilustrações de Gustave Doré, selecionadas a partir das edições de 1854 e 1873 da obra de Rabelais.
R$ 87,00

     
Satíricon

Petrônio

Tradução de Cláudio Aquati
Textos em apêndice de Tácito, Marcel Schwob e Raymond Queneau
Projeto gráfico de Raul Loureiro
 
O mais antigo exemplar do romance latino a sobreviver até os nossos dias, ainda que de forma fragmentária, o Satíricon de Petrônio foi escrito por volta de 60 d.C., no período do imperador romano Nero. Narrando as aventuras de Encólpio, seu amante Ascilto e o servo Gitão, que formam um tumultuado triângulo amoroso e se metem em uma série de confusões para pagar uma dívida ao deus Priapo, o livro é uma grande sátira à caótica civilização romana, ao mesmo tempo em que registra de forma ferina as relações entre os diferentes estratos sociais da época.
R$ 59,00
 
Bresser-Pereira: rupturas do pensamento
(uma autobiografia em entrevistas)

João Villaverde
José Marcio Rego

 
Luiz Carlos Bresser-Pereira é um dos nossos mais renomados economistas, tendo desenvolvido sua carreira na universidade, como professor emérito da FGV-SP; na iniciativa privada, como braço direito de Abílio Diniz na construção do grupo Pão de Açúcar; na administração pública, como presidente do Banespa no governo Montoro, ministro da Fazenda no governo Sarney e ministro da Administração Federal e Reforma do Estado no governo FHC; e na sociedade civil, hoje integrando a Comissão Arns de Defesa dos Direitos Humanos. Toda essa rica trajetória — com revelações inéditas sobre os acontecimentos que testemunhou — constitui o cerne dessas entrevistas realizadas por João Villaverde e José Marcio Rego entre 2017 e 2020. Compondo passo a passo a sua “autobiografia intelectual e política”, segundo o próprio Bresser-Pereira, essas conversas são um registro amplo das ideias desse que é, como assinala Luiz Felipe de Alencastro, “um dos mais destacados pensadores e estadistas brasileiros”.
R$ 76,00

 
Eneida (edição de bolso)

Virgílio
Organização de João Angelo Oliva Neto

Tradução de Carlos Alberto Nunes
Edição de bolso com texto integral
 
Publicada em 19 a.C., logo após a morte de Virgílio, a Eneida está para o mundo romano como a Ilíada e a Odisseia para o mundo grego — faz o inventário de seus mitos, dá a medida das paixões e dos deveres humanos, instaura uma ética para as relações sociais, inventa um passado coletivo e fundamenta concepções de mundo que iriam perdurar por mais de mil e quinhentos anos. Com a bela tradução de Carlos Alberto Nunes, e organização de João Angelo Oliva Neto, da Universidade de São Paulo, esta edição inclui uma minuciosa apresentação, inúmeras notas e um resumo das ações de cada um dos doze cantos da obra, entre outros aparatos. O resultado é um volume completo no qual o leitor pode acompanhar as múltiplas dimensões do périplo de Eneias, das ruínas de Troia à gênese da civilização romana.
R$ 56,00

     
Anna Kariênina

Lev Tolstói

Tradução de Irineu Franco Perpetuo
Prefácio de Thomas Mann
 
Para Vladímir Nabókov, Anna Kariênina é “uma das maiores histórias de amor da literatura mundial”, e Thomas Mann, no prefácio incluído neste volume, o considera “o romance social mais poderoso” já escrito. Rico panorama da Rússia de fins do século XIX, a obra narra, por um lado, o drama da bela e impetuosa Anna Kariênina, que, infeliz no casamento, enfrenta o julgamento cruel da alta sociedade de Moscou ao assumir sua paixão pelo conde Vrônski. Por outro lado, acompanhamos o proprietário de terras Lióvin — alter ego do autor — em sua busca pelo ideal de uma vida feliz no campo ao lado da jovem Kitty, bem como seus dilemas intelectuais em torno da fé e da justiça social. Vertido diretamente do russo por Irineu Franco Perpetuo, que também assina o posfácio, esta nova tradução acompanha todas as nuances do imortal romance de Tolstói, seja na exuberante riqueza de detalhes da narrativa, seja na fascinante profundidade psicológica das personagens.
R$ 119,00
 
Poesia em risco
Itinerários para aportar nos anos 1970 e além

Viviana Bosi

 
Com a visão sensível para penetrar em cada poema e nele identificar tanto a contribuição individual como as marcas de época, Viviana Bosi, professora de Teoria Literária da USP, se debruça neste livro sobre a obra de Augusto de Campos, Ferreira Gullar, Torquato Neto, Armando Freitas Filho, Ana Cristina Cesar, Francisco Alvim, Rubens Rodrigues Torres Filho, Sebastião Uchoa Leite e boa parte da poesia marginal da década de 1970. Fruto de extensa pesquisa, Poesia em risco não se limita à poesia registrada nos livros, mas reconstitui minuciosamente o circuito das publicações alternativas, revistas, jornaizinhos e fanzines por meio dos quais, em vários lugares do Brasil, as correntes do concretismo vieram se chocar e se misturar com as águas da poesia marginal.
R$ 79,00

 
Crônicas de Petersburgo

Fiódor Dostoiévski

Tradução de Fátima Bianchi
 
Este volume, que traz escritos de Dostoiévski inéditos no Brasil, inclui uma apresentação que o autor redigiu em 1845 para anunciar a revista de humor O Trocista (logo interditada pela censura) e os cinco folhetins publicados em um jornal de São Petersburgo, entre abril e junho de 1847, intitulados Crônicas de Petersburgo. Nestes textos saborosos e provocadores, em que a própria cidade assume o papel de protagonista, podemos observar alguns traços de estilo — a dicção veloz, a mescla de registros, a aguda análise psicológica — que mais tarde se tornariam marcas inconfundíveis do autor de Crime e castigo.
R$ 42,00

     
1   2  

© Editora 34 Ltda. 2021   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779