Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Clássicos da literatura | Literatura estrangeira
 

indisponível  (R$ 57,00)
Avise-me quando disponível

         




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

Cândido ou o otimismo

 

Voltaire

Tradução de Samuel Titan Jr.
Ilustrações de Paul Klee
Ensaio de Italo Calvino

Projeto gráfico de Raul Loureiro


200 p. - 15,5 x 22,5 cm
ISBN 978-85-7326-523-1
2013 - 1ª edição
Edição conforme o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa

Conto filosófico, fábula ferina, crônica global, gazeta política, romance de aventuras? Não é fácil definir Cândido ou o otimismo, assim como é difícil resistir à muita graça e à pouca mercê que Voltaire pôs na narrativa das tribulações de Cândido e companhia. Expulso do castelo de Thunder-ten-tronckh e separado da bela Cunegundes, o herói descobrirá na própria carne que este mundo talvez não seja, ao contrário do que pretendia seu mestre Pangloss, "o melhor dos mundos possíveis". Para aprender a lição, percorrerá três continentes em ritmo vertiginoso, numa sucessão de desgraças e suplícios, fugas trepidantes e discussões filosóficas que têm feito rir seus muitos leitores desde a primeira edição, em janeiro de 1759.


Sobre o autor
François-Marie Arouet nasceu em Châtenay, em 1694. Filho de um notário abastado, foi educado em Paris por padres jesuítas. Em vez de estudar direito, como queria o pai, dedicou-se às letras sob o pseudônimo de Voltaire. Não tardou a conquistar renome, e depois de duas passagens pela prisão da Bastilha, passou dois anos na Inglaterra (1726-1728). Ao voltar, causou escândalo com suas Cartas filosóficas (1734) e viu-se forçado a fugir de Paris. Em Cirey, sob a proteção de Madame du Châtelet, escreveu os Elementos da filosofia de Newton (1738). Em 1745, tornou-se Historiador Real e, um ano depois, membro da Academia Francesa. Em 1750, a convite de Frederico II, instalou-se em Potsdam; em 1753, rompeu com o monarca e deixou a Alemanha. Impedido por Luís XV de voltar a Paris, Voltaire acabou por se instalar em 1758 em Ferney, perto de Genebra, onde concluiu a redação de Cândido, publicado em 1759, e manteve pelas duas décadas seguintes uma intensa atividade literária, filosófica e polêmica, sobretudo contra a tirania do Estado e da Igreja. Em 1778, depois de quase trinta anos de ausência, voltou a Paris. Morreu na capital francesa em 30 de maio do mesmo ano.


Sobre o tradutor
Samuel Titan Jr. nasceu em Belém, em 1970. Estudou filosofia na Universidade de São Paulo, onde leciona Teoria Literária e Literatura Comparada desde 2005. Editor e tradutor, organizou com Davi Arrigucci Jr. uma antologia de Erich Auerbach (Ensaios de literatura ocidental) e assinou versões para o português de autores como Adolfo Bioy Casares (A invenção de Morel), Gustave Flaubert (Três contos, em colaboração com Milton Hatoum), Jean Giono (O homem que plantava árvores, em colaboração com Cecília Ciscato), Voltaire (Cândido ou o otimismo), Prosper Mérimée (Carmen), Charles Baudelaire (O spleen de Paris), Eliot Weinberger (As estrelas) e José Revueltas (A gaiola).








Veja também
O sermão sobre a queda de Roma
A melancolia diante do espelho
Obras incompletas
Organização de Gérard Lebrun

 


© Editora 34 Ltda. 2021   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779