Busca rápida
digite título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Clássicos da literatura | Literatura estrangeira | Literatura russa
 

indisponível  (R$ 433,00)
Avise-me quando disponível

         




 
Informações:
Site
site@editora34.com.br
Vendas
(11) 3811-6777

vendas@editora34.com.br
Assessoria de imprensa
imprensa@editora34.com.br
Atendimento ao professor
professor@editora34.com.br

Coleção Cinco Grandes Romances de Dostoiévski

 

Fiódor Dostoiévski

Tradução de Paulo Bezerra

3648 p. - 16 x 23 X 18 cm
ISBN 978-85-7326-731-0
2019 - 1º edição

Entre 1866 e 1880, Dostoiévski publicou uma sequência de cinco grandes romances que são hoje reconhecidos como uma das maiores realizações do espírito humano: Crime e castigo (1866), O idiota (1869), Os demônios (1872), O adolescente (1875) e Os irmãos Karamázov (1880) trazem o escritor no auge de sua potência criativa. Personagens como Raskólnikov, o príncipe Míchkin, Nastácia Filíppovna, o “demônio” Piotr Stiépanovitch, o adolescente Arkadi Dolgorúki e os irmãos Dmitri, Ivan e Aliócha Karamázov são mais do que invenções literárias: são encarnações das forças conscientes e inconscientes da humanidade. Modos de, pela via da literatura, acessar o que há de mais profundo em cada um de nós. Traduzir é uma das atividades mais desafiadoras que existem. Verter para o português, diretamente do original russo, os chamados “cinco elefantes” — isto é, os grandes romances da maturidade de Fiódor Dostoiévski (1821-1881), um dos mais fascinantes autores de todos os tempos — constitui uma proeza que poucos tradutores no mundo realizaram. No Brasil, o tradutor, professor e ensaísta Paulo Bezerra se dedicou, com afinco e imaginação, a essa tarefa, lançando suas versões destes romances pela Editora 34 entre 2001 e 2015. Agora as premiadas traduções das cinco obras-primas de Dostoiévski são disponibilizadas pela primeira vez ao leitor brasileiro reunidas em uma coleção exclusiva.


Sobre o autor
Fiódor Mikháilovitch Dostoiévski nasceu em Moscou em 1821, e estreou na literatura com o romance Gente pobre, em 1846, ao qual se seguiram O duplo (1846) e Noites brancas (1847), entre outros. Após ser preso e condenado à morte pelo regime tsarista em 1849, teve sua pena comutada para quatro anos de trabalhos forçados na Sibéria, experiência retratada em Escritos da casa morta, livro que começou a ser publicado em 1860, um ano antes de Humilhados e ofendidos. Após esse período, escreve Memórias do subsolo (1864), Um jogador (1867), O eterno marido (1870) e uma sequência de grandes romances, Crime e castigo (1866), O idiota (1869), Os demônios (1872) e O adolescente (1875), culminando com a publicação de Os irmãos Karamázov em 1880. De 1873 até o ano de sua morte publicou ainda o Diário de um escritor, reunindo peças jornalísticas e de ficção. Reconhecido como um dos maiores autores de todos os tempos, Dostoiévski morreu em São Petersburgo, em 1881.



Sobre o tradutor
Paulo Bezerra estudou língua e literatura russa na Universidade Lomonóssov, em Moscou, e foi professor de teoria da literatura na UERJ e de língua e literatura russa na USP. Livre-docente em Letras, leciona atualmente na Universidade Federal Fluminense. Já verteu diretamente do russo mais de quarenta obras nos campos da filosofia, psicologia, teoria literária e ficção, destacando-se suas traduções de Crime e castigo, O idiota, Os demônios, O adolescente e Os irmãos Karamázov, de Dostoiévski. Em 2012 recebeu do governo da Rússia a Medalha Púchkin, por sua contribuição na divulgação da cultura russa no exterior.



Veja também
Contos reunidos
Organização de Fátima Bianchi
Humilhados e ofendidos
Gente pobre

 


© Editora 34 Ltda. 2020   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779