Busca rápida
por título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Poesia  
1   2   3   4  

Ar-reverso
(Atemwende)

Paul Celan

Edição bilíngue
 
Ar-reverso (Atemwende, 1967) é, como observou Paul Celan, “a coisa mais densa que já escrevi, e também a mais inapreensível”. Escrito entre 1963 e 1965, o livro dialoga com seu famoso discurso O meridiano, de 1960, onde o autor usa pela primeira vez o termo com que nomeará a obra: “Poesia: pode significar um ar-reverso”. Poeta judeu que sofreu na própria pele a barbárie da Shoah, Celan respondeu como nenhum outro ao desafio de “fazer poesia depois de Auschwitz”, reinventando poeticamente a língua de seus algozes para escavar nela uma realidade própria e redentora — uma proposta criativa a que o tradutor Guilherme Gontijo Flores respondeu, nesta edição bilíngue, com raro rigor e inventividade.
R$ 54,00
 
Tudo (e mais um pouco)
Poesia reunida (1971-2016)

Chacal

Livro vendido com quatro modelos diferentes de capa
 
Influenciado por Oswald de Andrade e Allen Ginsberg, Chacal é um dos poetas brasileiros que mais representa o espírito libertário da contracultura nos dias de hoje. Tudo (e mais um pouco) reúne a obra poética do autor, de seu primeiro livro, Muito prazer, Ricardo (1971), até os mais recentes Murundum (2012), Seu Madruga e eu (2015) e Alô poeta (2016), incluindo ainda a versão teatral da autobiografia Uma história à margem (2010).
R$ 49,00

 
Os Contos de Canterbury

Geoffrey Chaucer

Tradução de Paulo Vizioli
Edição bilíngue
Posfácio e notas adicionais de José Roberto O'Shea
Xilogravuras da edição de William Caxton de 1483
 
Os Contos de Canterbury, escritos entre 1386 e 1400, são o primeiro grande clássico da literatura em língua inglesa. Nesta obra, permeada de lirismo e humor, trinta peregrinos - entre os quais se inclui o próprio autor, Geoffrey Chaucer - partem em romaria para a catedral de Canterbury e durante a viagem contam, cada um à sua maneira, uma história para entreter o grupo, iluminando de maneira fascinante as diversas facetas da vida medieval. A presente edição, bilíngue, traz a premiada tradução em prosa de Paulo Vizioli, realizada diretamente a partir do original em inglês médio, além de notas adicionais e um posfácio redigidos por José Roberto O'Shea, professor-titular de literatura inglesa da UFSC, e as xilogravuras realizadas para a primeira edição ilustrada do livro, impressa por William Caxton em 1483.
R$ 112,00

     
Horas perplexas

Reynaldo Damazio

 
Em Horas perplexas, Reynaldo Damazio apresenta uma poesia introspectiva, de forte caráter existencial, em que o sujeito lírico se mostra esfacelado diante da paisagem inóspita de nossos dias. Propõe, a partir daí, indagações sobre o discurso poético, experimentando diversos registros de linguagem, do mais solene ao mais prosaico, e mostra que a poesia ainda é uma das melhores respostas à solidão conflituosa do homem moderno.
R$ 37,00
 
carvão : : capim

Guilherme Gontijo Flores

 
Nesta quinta coletânea poética de Guilherme Gontijo Flores, carvão :: capim, esses dois elementos quase contraditórios funcionam, conjuntamente, como um símbolo do ciclo da vida. Dividido em quatro partes, o livro parte de uma "Petrografia esparsa", com poemas que aludem às tantas mortes que marcaram e continuam a marcar nossa história. Em seguida, "História dos animais" propõe uma zoopoética que não deixa de enxergar a beleza da morte iluminada, por exemplo, numa pedra de âmbar. Já "Quatro cantatas fúnebres" traz poemas dedicados à guerrilheira Dinalva Oliveira e ao poeta salvadorenho Roque Dalton, ambos assassinados por motivos políticos, para desaguar na parte final, "Lo ferm voler" (referência a um verso do trovador medieval Arnaut Daniel), onde o impulso lírico-amoroso vem reafirmar a vida, o viço e a vontade.
R$ 39,00

 
Poesia reunida (1968-2021)

Leonardo Fróes

Apresentação de Cide Piquet
 
Morando desde os anos 1970 num sítio na região de Petrópolis, no Rio, e dedicando-se ao cultivo da terra, à poesia e à tradução, Leonardo Fróes criou uma obra poética única em nossa literatura. Esta Poesia reunida abarca toda a sua produção, desde seu livro de estreia, Língua franca (1968), até o inédito A pandemônia e outros poemas (2021). De entremeio, pérolas como Sibilitz (1981), que o poeta João Cabral de Melo Neto considerou “de primeira água”, Argumentos invisíveis (1995), pelo qual recebeu o Prêmio Jabuti, ou o depurado Chinês com sono (2005). A cada livro, Fróes vem maturando sua obra e se afirmando — há tempos — como um dos nossos maiores poetas, lido e celebrado por sucessivas gerações.
R$ 84,00

     
Robinson Crusoé e seus amigos

Leonardo Gandolfi

 
Novo livro de poemas de Leonardo Gandolfi, Robinson Crusoé e seus amigos reserva uma surpresa aos leitores. Por um efeito de looping da linguagem — mas também pelo coro de vozes, histórias, referências e personagens que o autor sabiamente instalou no coração desta obra —, a voz que lê um poema é também lida por ele. Entramos assim num território de instabilidades (qualquer semelhança com o século XXI não é mera coincidência) em que as certezas se desestabilizam e as expectativas se alteram. O surpreendente, porém, é que o caos resultante não suprime os afetos, mas antes reafirma sua necessidade — como se nota no excepcional poema de abertura, que dá título ao volume.
R$ 42,00
 
20 poemas para ler no bonde

Oliverio Girondo

Fotografias de Horacio Coppola
Projeto gráfico de Raul Loureiro
Edição bilíngue espanhol-português
 
Inédito no Brasil, 20 poemas para ler no bonde é o livro de estreia de Oliverio Girondo (1891-1967), um dos maiores nomes da vanguarda literária argentina. Publicado originalmente em 1922, na França, é uma espécie de relato de viagem de um jovem interessado em tudo que o rodeia: mulheres, bebidas, vitrines, carros, e cidades como Buenos Aires, Paris, Veneza e Rio de Janeiro. A obra, que tem muitos paralelos com o modernismo brasileiro, é apresentada aqui em edição bilíngue e com 22 belas imagens de Horacio Coppola, figura central da fotografia latino-americana.
R$ 46,00

 
Fausto I
Uma tragédia

Johann Wolfgang von Goethe

Tradução de Jenny Klabin Segall
Ilustrações de Eugène Delacroix
Apresentação, comentários e notas de Marcus Vinicius Mazzari
Edição bilíngue
 
O Fausto é considerado o "último grande poema dos tempos modernos". Este volume - a edição definitiva da obra em nosso país - conta com a elogiada tradução de Jenny Klabin Segall e um fragmento inédito da cena "Noite de Valpúrgis".
R$ 98,00

     
Fausto II
Uma tragédia

Johann Wolfgang von Goethe

Tradução de Jenny Klabin Segall
Ilustrações de Max Beckmann
Apresentação, comentários e notas de Marcus Vinicius Mazzari
Edição bilíngue
 
Escrito ao longo de sessenta anos, o Fausto de Goethe é não só a opera della vita de seu autor, mas um poema "incomensurável" que, no dizer de Thomas Mann, "abrange em seu interior três mil anos de história humana".
R$ 129,00
 
Paisagens humanas do meu país

Nâzim Hikmet

 
Paisagens humanas do meu país é a obra máxima do poeta turco Nâzým Hikmet (1902-1963), que a ela dedicou cerca de 22 anos de trabalho, boa parte deles na prisão. Neste épico do século XX, que tem a Segunda Guerra Mundial como um de seus eixos narrativos, cruzam-se dezenas de destinos, das personagens mais desamparadas a poderosos magnatas e políticos corruptos, passando por um leque de figuras inesquecíveis. O resultado é um retrato comovente da conturbada história do nosso tempo, em se misturam lirismo, revolta e compaixão no mais alto grau. Um livro fora do comum, traduzido diretamente do original turco por Marco Syrayama de Pinto.
R$ 98,00

 
Odisseia

Homero

Tradução de Trajano Vieira
Edição bilíngue
Posfácio e notas do tradutor
Ensaio de Italo Calvino
 
Um dos textos inaugurais da literatura ocidental, Odisseia surpreende até hoje por sua extrema modernidade: as diversas vozes narrativas, o tempo não cronológico, as experimentações linguísticas e a profundidade psicológica de seus personagens. Esta edição bilíngue traz, além de uma nova e cuidadíssima tradução, assinada por Trajano Vieira, uma série de aparatos que ajudarão o leitor a navegar pelos mais de 12 mil versos da obra: um índice completo de personagens e localidades citados no texto; mapas com a geografia homérica, o itinerário de Odisseu e o palácio de Ítaca; posfácio do tradutor; informações sobre métrica e critérios de tradução; comentário sobre a biografia do autor; sugestões bibliográficas; excertos da crítica; breve sumário dos 24 cantos e um instigante ensaio de Italo Calvino reunido em Por que ler os clássicos.
R$ 114,00

     
1   2   3   4  

© Editora 34 Ltda. 2021   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779