Busca rápida
por título, autor, palavra-chave, ano ou isbn
 
Coleção: Leste  
1   2   3   4   5   6   7  

Uma história desagradável

Fiódor Dostoiévski

Tradução de Priscila Marques
Posfácio de Aleksei Riémizov
 
Publicada em 1862, esta narrativa, contemporânea a Humilhados e ofendidos e Recordações da casa dos mortos, marca a presença de Dostoiévski no principal debate da época: as reformas que trouxeram, entre outras mudanças, a libertação dos servos na Rússia. Com a história tragicômica de um nobre que resolve entrar de penetra na festa de casamento de seu funcionário, o autor faz uma ácida crítica à estratificação e aos valores da sociedade de então. Trazendo a primeira tradução direta da novela no Brasil, o volume conta ainda com um pioneiro ensaio do escritor modernista russo Aleksei Riémizov, que procura analisar a complexa trama de referências da obra.
R$ 42,00
 
A exposição das rosas
e A família Tóth

István Örkény

Tradução de Aleksandar Jovanovic
Prefácio de Nelson Ascher
 
Este livro reúne as duas novelas mais conhecidas de um dos maiores escritores húngaros do século XX, István Örkény (1912-1979). Combinando ironia, nonsense e um gosto singular pelo grotesco e o tragicômico, "A família Tóth" apresenta a história de um major com trauma de guerra que leva à loucura a pacata família que o recebe durante sua licença médica, enquanto que "A exposição das rosas" traz a narrativa de um documentário da TV estatal húngara sobre os últimos dias de vida de três pacientes terminais: um obcecado linguista, um escritor boêmio e uma humilde florista.
R$ 54,00

 
O marcador de página
e outros contos

Sigismund Krzyzanowski

 
Comparado hoje a Swift, Kafka, Borges e Beckett, Sigismund Krzyzanowski (1887 - 1950) não publicou nenhum livro em vida, e teve a obra descoberta somente trinta anos após sua morte. A razão disso foi que este grande escritor viveu sob um dos regimes mais severos da história, a União Soviética stalinista, e sua literatura, surpreendente e inclassificável, fugia completamente dos cânones do realismo socialista. O marcador de página reúne seis contos deste autor cada vez mais cultuado no Ocidente, traduzidos diretamente do russo por Maria Aparecida B. P. Soares.
R$ 49,00

     
A margem esquerda
Contos de Kolimá 2

Varlam Chalámov

Tradução de Cecília Rosas
Prefácio de Roberto Saviano
 
A margem esquerda é o segundo volume dos Contos de Kolimá, série em que Varlam Chalámov (1907-1982) narra a sua experiência como prisioneiro nos terríveis campos de trabalhos forçados do regime stalinista na Sibéria oriental. O título faz referência à margem do rio Kolimá onde se situava o hospital central dos gulags da região, local onde o autor, após dez anos de pena, conseguiu emprego como paramédico e assim garantiu a própria sobrevivência. O volume inclui um prefácio de Roberto Saviano, em que o autor de Gomorra conta o profundo impacto que a obra de Chalámov teve em sua vida.
R$ 65,00
 
O artista da pá
Contos de Kolimá 3

Varlam Chalámov

Tradução de Lucas Simone
Posfácio de Varlam Chalámov
 
Considerado "o maior escritor do século XX" pela vencedora do Prêmio Nobel de Literatura de 2015, Svetlana Aleksiévitch, Varlam Chalámov (1907-1982) registra nos 28 contos de O artista da pá a luta pela sobrevivência no contexto de uma das maiores tragédias da humanidade: os campos de trabalhos forçados na União Soviética stalinista, onde morreram milhões de pessoas. Seu estilo seco e objetivo - descrito pelo próprio autor no ensaio "Sobre a prosa", recolhido ao final deste terceiro volume da série Contos de Kolimá - expõe os detalhes de cada situação vivida por ele e seus colegas de prisão, deixando uma marca indelével na memória dos leitores.
R$ 76,00

 
O tradutor cleptomaníaco
e outras histórias de Kornél Esti

Dezsö Kosztolányi

Tradução de Ladislao Szabo
 
O tradutor cleptomaníaco reúne treze histórias de Dezsö Kosztolányi (1885-1936), um mestre do conto e atualmente um dos nomes mais cultuados da literatura húngara. Publicadas nos anos 1930, as narrativas aqui selecionadas têm em comum o personagem Kornél Esti - boêmio frequentador dos cafés de Budapeste e alter ego do escritor - e uma forma leve, desconcertante e irônica de abordar as grandes questões da vida moderna.
R$ 46,00

     
O amor de Mítia

Ivan Búnin

Tradução de
Boris Schnaiderman
 
Novela publicada originalmente em 1925, O amor de Mítia é uma das obras-primas de Ivan Búnin (1870-1953), o primeiro escritor russo a receber o Prêmio Nobel de Literatura. Autor refinado que se exilou em Paris após a Revolução de 1917, admirado por Thomas Mann, Vladímir Nabókov e André Gide, entre muitos outros, Búnin apresenta aqui uma história de amor com final trágico, considerada por Boris Schnaiderman um dos textos mais vigorosos que ele já traduziu.
R$ 46,00
 
O adolescente

Fiódor Dostoiévski

Tradução de Paulo Bezerra
Ilustrado com os manuscritos do autor
 
O adolescente, publicado em 1875, é um dos cinco grandes romances de maturidade de Dostoiévski, ao lado de Crime e castigo, O idiota, Os demônios e Os irmãos Karamazov. Mesmo sendo o menos conhecido dentre eles - devido à incompreensão da crítica do século XIX, que não entendeu sua estrutura moderna, fragmentária, baseada nas memórias do protagonista -, a obra revela toda a genialidade do escritor, então no auge de seu talento.
R$ 98,00

 
Contos de Kolimá

Varlam Chalámov

Apresentação de Boris Schnaiderman Prefácio de Irina P. Sirotínskaia
Publicado com o apoio do Instituto de Tradução da Rússia
 
Entre o final dos anos 1920 e o pós-guerra, milhões de pessoas foram deportadas e morreram nos campos de trabalhos forçados soviéticos. Em Kolimá, região desolada no nordeste da Sibéria, "onde um cuspe congela no ar antes de tocar a terra", localizavam-se alguns desses campos, e num deles o escritor russo Varlam Chalámov (1907-1982) cumpriu pena por quase duas décadas, cavando buracos, abrindo estradas e quebrando pedras. Ao final desse período, retorna a Moscou e já no ano seguinte começa a escrever sua obra-prima, os Contos de Kolimá. Após este primeiro volume se seguiram mais cinco, constituindo uma obra monumental, com mais de 2 mil páginas, trabalho que lhe tomaria outros vinte anos e no qual a escavação profunda da memória, o relato autobiográfico sem floreios, é acompanhado a cada passo por uma aguda reflexão filosófica sobre os limites do ser humano em face de experiência tão brutal.
R$ 65,00

     
Um pequeno herói

Fiódor Dostoiévski

Tradução de Fátima Bianchi
Ilustrações de Marcelo Grassmann
 
Escrita em 1849 - quando o autor estava preso, acusado de conspirar contra o tsar Nicolau I -, Um pequeno herói é uma das obras mais luminosas de Fiódor Dostoiévski e uma excelente introdução ao seu universo. Com uma prosa sensível e arrebatadora, a novela descreve o despertar do sentimento amoroso e da individualidade de um menino de onze anos. Em uma casa de campo nos arredores de Moscou, durante uma temporada de verão, a alta sociedade russa passa o tempo entre piqueniques, jogos de salão e bailes. Nesse cenário, Dostoiévski contrapõe a profundidade de sentimentos do menino ao mundo fútil e vazio das convenções sociais. Uma pequena joia a ser redescoberta na tradução, direta do russo, de Fátima Bianchi, ilustrada com gravuras de Marcelo Grassmann.
R$ 42,00
 
O duelo

A. P. Tchekhov

Tradução de Marina Tenório
 
Uma das mais agudas incursões de Anton Tchekhov (1860-1904) pela narrativa longa, O duelo narra a história de Nadiéjda e Ivan Laiévski - jovem casal de intelectuais que se muda de São Petersburgo para uma cidadezinha litorânea do Cáucaso, à beira do mar Negro, com sonhos de uma vida de trabalho simples e contato com a natureza. A perspectiva de idílio é ameaçada pelo caráter incerto de Laiévski, pelo jogo e pela bebida, e este acaba sendo desafiado para um duelo no qual certamente perderá a vida. Publicada em 1891, esta novela - que tem ecos do panteísmo de Tolstói, mas também da personagem Oblómov, de Goncharov - já foi adaptada diversas vezes para o cinema e o teatro.
R$ 51,00

 
No campo da honra e outros contos

Isaac Bábel

Tradução de Nivaldo dos Santos
Prefácio de Boris Schnaiderman
 
Mestre da narrativa curta, o escritor russo Isaac Bábel (1894-1940) foi reconhecido logo após a Revolução de 1917 como uma das vozes mais brilhantes e originais de sua época. Isso não o impediu, entretanto, de ser perseguido durante o stalinismo e, mais tarde, sumariamente fuzilado. Os 32 textos reunidos em No campo da honra e outros contos - a maioria em sua primeira tradução direta para o português - reúne escritos de todas as fases de sua vida, e dão provas de seu estilo sintético, essencial, inigualável.
R$ 61,00

     
1   2   3   4   5   6   7  

© Editora 34 Ltda. 2021   |   Rua Hungria, 592   Jardim Europa   CEP 01455-000   São Paulo - SP   Brasil   Tel (11) 3811-6777 Fax (11) 3811-6779